Arquivo da tag: A Grande Aventura

Loja de Antiguidades

07 – Loja de Antiguidades

Joaquim correu e entrou sem se questionar, era o mesmo velho da Taberna que o chamava para entrar.

Fechou a porta logo após o guaxinim também ter entrado, acendeu as luzes, e foi possível notar que o local era um grande salão.
Joaquim moveu seu olhar sobre todo o espaço que podia enxergar, então o velho começou à falar:

Continue lendo

a-taberna-2

03 – A Taberna (Parte 2)

Joaquim ficou em dúvida, sobre o estranho homem, então discretamente ousou também entrar no recinto. Sentou-se ao fundo, com cuidado para não ser visto, e ficou ali observando aquele velho homem sujo, que conversava com a atendente do estabelecimento sentado no balcão.
Joaquim queria muito saber sobre o que conversavam, foi quando o velho olhou para trás e acenou em sua direção, o chamando para juntar-se ao bate papo.

Continue lendo

old_map

01 – O Princípio

E assim aconteceu, enquanto ele retornava de seu ofício seguiu para  seu transporte, onde muitos outros marujos já estavam atracados.
Ao conseguir embarcar naquela barca infernal, podia sentir um odor imundo daqueles outros que ali se encontravam, afinal todos tiveram dias duros.
Ele não se incomodava com isso, pois embora dentro estava fora desse sistema, foi então que teve a maldita ideia, e quis colocá-la em prática.
Suas ideias eram diabólicas, era capaz de observar em seus olhos toda a maldade da humanidade, se é que existe essa humanidade.
Todos os dias seguia assim, como um cão sarnento à exercer seu honesto ofício para sobrevivência.
Mas essa história não é apenas sobre sua maldade, há quem diga que antes disso tudo seu coração já foi capaz de se entregar para uma doce alma, caridosa e bondosa, da qual beleza era da mais pura que se pode notar nessa terra.
Dama da qual o fazia pensar e agir com bondade, possuía um grande tesouro ainda não revelado.

[02 – A Taberna (Parte 1)]