garrucha

Guia Pirata do Armamento Civil – Parte 6 de 6

Porte de Arma de Fogo

Se você é homem pode imaginar que sua arma é como o seu pinto – ou seu novo pinto, caso você seja uma garota. Você pode ter um, mas não pode sair com ele de fora pelas ruas. Para isso você precisa ter algo conhecido como: PORTE DE ARMA DE FOGO. E sejamos sinceros, assim que você se tornar o feliz dono de uma arma, você vai querer levar ela para passear.

Existe uma diferença entre posse e porte. Ou seja, com a autorização acima você poderá apenas manter a arma dentro de sua casa ou no seu trabalho, caso você seja proprietário do estabelecimento. Fora isso enfrentará problema se for pego portando tanto a arma como a munição – até mesmo acessórios. Para levar sua amada para passear você precisará agora do Porte de Arma, um documento com validade de até 5 anos que o autorizará a transportar e trazer consigo, e ainda assim apenas de forma discreta, seu pequeno arsenal.

Novamente você precisa se dirigir a uma unidade da Polícia Federal, já com o requerimento preenchido em http://www.dpf.gov.br/servicos/armas/form-sinarme os seguintes documentos:

  • cópias autenticadas ou original e mais cópias de RG, CPF
  • comprovante de residência
  • declaração escrita da efetiva necessidade
  • as comprovações de idoneidade
  • comprovante de ocupação lícita
  • certificado de capacidade técnica e de aptidão psicológica
  • cópia do certificado de registro da arma
  • foto 3×4 recente.

gungun

Conclusão

Como você viu não é nada fácil ter uma arma de fogo de modo direito no nosso país, a não ser, é claro, que você resolva simplesmente ter ignorando as leias – marginais sempre andam armados.

Como se não bastasse o sistema fazer de tudo para privar você do seu direito de se defender, houve uma grande tentativa de se proibir a comercialização de armas, mas a maioria esmagadora de brasileiros votaram contra o desarmamento civil no Referendo de 2005. Mas ainda existem pessoas engajadas social e politicamente para inverter esta situação. Pessoas que acreditam que devem assumir responsabilidade pessoal por sua integridade e a de seus amados no lugar de despejá-la sobre a polícia, que sabidamente, nem sempre está próxima nos momentos de perigo – NUNCA SE ESQUEÇA que você vive em um país onde a pizza que você encomendou chega na sua casa mais rápido do que a polícia e as ambulâncias.

A arma de fogo é vista as vezes como uma tragédia mas ela é o pivô da civilização moderna. Ela extinguiu a lei da selva pois coloca no mesmo patamar uma idosa frágil e um marginal jovem e saudável, um pai de família e uma caminhonete cheia de homens bêbados carregando cassetetes. Não é a toa que a boa e velha Colt Single Action Army ganhou o apelido de Peacemaker (Pacificadora). Veja que em uma casa que possui armas de fogo e uma piscina, a chance de uma criança se afogar é estatisticamente maior do que a dela morrer por acidente causado pelo uso indevido da arma.

Quando você porta uma arma de fogo não pode ser forçado ou coagido a nada e se alguém quiser que você faça algo deverá ser razoável com você. Quem porta uma arma não está procurando briga,está sim querendo ser deixado em paz. E se você acha que isso é besteira, bem. . . Nos Estados Unidos, em 43 dos 50 estados, não é necessário ter licença ou registro para se obter uma arma. No Texas – e em mais outros 5 estados – não há nem idade limite para se obter uma arma. E esses estados não são um eterno filme diário de horror.

Já aqui no Brasil, de acordo com a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático – Sobrasa, os números de mortes por afogamentos só no país são assustadores:

• Quatro crianças até 14 anos de idade morrem afogadas diariamente.
• 65% dos afogamentos ocorrem ao redor do domicilio.
• Afogamento é a segunda causa de mortes em crianças de 1 a 9 anos e a terceira na faixa de 10 a 19 anos de idade – ano 2011.
• 680 pessoas morreram afogadas em piscinas entre 2007 e 2011 – 67% crianças menores de 14 anos

Quando comparamos o risco de óbito por afogamento e acidente de trânsito, o afogamento chega a ser 200 vezes maior.

E mesmo assim, num verão como este que estamos passando, quem rejeita uma bela piscina?

Comentários

Comentários